3 Conto da Vampira: Abril 2010

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Casa Maldita


aquela casa era maldita os vermes escorregavam pelas escadas.
aquela casa gritava,e tinha paredes que ouviam tudo.
ouviam o vento,ouviam eu e salem conversar.
eu vi os mortos no jardim,eu vi o fantasma de jack o estripador na minha cama.
eu corri meus labios partiam,minha vida agonizada dentro daquela maldita casa.
eu me olhei no espelho e estava invertida,o sangue escorria dos labios
e salem gritava no banheiro.
Eu corri,ele estava caido no chão,e um anjo cinza de dentes afiados arrancava pedaços de seu pescoço.
eu vi a morte em minha frente ,e o caos era fatal.
eu senti o cheiro de enxofre no ar,e as paredes derretiam.
corri e me escondi em baixo da mesa ,e tive uma visão cruel,
o anjo branco estava doente e perdido.
Aquela casa era maldita,porque todas as noites o galo cantava horror,
osangue escorria nas escadas,e a violencia começava.
A menina me olhava ,e ela era eu na infância,eu chorava eu gritava,
minha imagem era bela,meu sorriso era perfeito,
eu vi o anjo vermelho me abraçando ele me dizia sou o seu amor e salvação.


Luciana Schlei

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Floresta perdida




era apenas um sonho...
o lago pegava fogo ,a chuva caia ácida
rostos se queimavam
a dor rasgava a alma
o anjo triste me olhava ,encantada alma alada...eu sorria e imaginava a floresta acabada.

era apenas um sonho...
a borboleta enfeitiçada
a bruxa se calava
e meu sangue escorria.

era apenas um sonho...

até que um dia eu vi aquele mesmo anjo
ele me estendeu a mão e me deu meu ultimo beijoeu renasci das nuvens e minha vida mudou..
eu gritava de dor ,eu amava com dor
mas minha vida foi sacrificada por um deus de pedra.

minha dor era pedra afiada
e na floresta encantada
um punhal enfiei na arvore das gnoas,
e acabei me cortando.

corri ao templo e um copo de sangue bebi
minha sina solidão pura
os anjos que me rodeiam são demoniose no colo deles eu repouso na profunda floresta perdida eternamente.


Escrito por: LUCIANA SCHLEI








DIABOLIQUE

Seus olhos rubros sob o véu da escuridão
Cintilam desejos e luxúrias ardentes.
Enxerga apenas a imensa vermelhidão,
Essa mulher rubra de sangue e lábios quentes.
Seu beijo faminto é o abismo que atrai vida,
Numa sede em que sua boca extingue a existência.
Seus lábios transbordam paixão enfurecida
E seus dentes rasgam meu corpo em sua demência.

Ardente e sanguinária mulher que seduz,
Caminha em seu rubro e luxurioso pecado
Até parar farta e extasiada numa cruz
Com seu belo corpo nu de orgasmo saciado.
O orgasmo em seu corpo em chamas transborda lava
Que escorre de seu vulcão excitado e ativo.
Meus desejos mais íntimos ela desbrava,
Fazendo de mim seu prisioneiro cativo.

Dama Demônia... você que sempre me queima
Nas brasas de seu pecado luciferino,
Em meio a seus luxuriosos demônios reina
Aprisionando-me em meu trágico destino!
No Inferno ela tem seu trono de bela musa
Onde vassalos, devotos, beijam seus pés.
E soberana, manda nos escravos que usa
Como condenados a serem seus fiéis.

Ela não acredita que pode acabar
O fogo de seu nome provocante e chique!
Venha nas chamas com seu vampiro dançar
Venha com seu vampiro, minha Diabolique.

Por: Sr. Arcano

POEMA GOSTEI MUITO.


VIKINGS

Bravos guerreiros
Sempre avante
A todo instante
Grandes,fortes com suas armas e escudos
Viajantes sempre vigilantes
Guardiões de Asgaard
Valentes em frente na sua jornada
Odin guia seus navios
Na guerra brutal e mortal
Eles são irmãos do norte
Que compartilham o sangue do pai supremo
Vikings gigantes da era.

oh! bathory#


domingo, 18 de abril de 2010

Conto da vampiira


em breve novidades...

RECADOS de cristal


JIMMY E ANDREZA DE "BELEM"OBRIGADA PELAS CARTAS GUARDEI-AS COM MUITO CARINHO!!! no meio das outras...

Toca Raul!!!



****E nas mensagens que nos chegam sem parar, ninguem pode notar estao muito ocupados pra pensar*****



Enquanto todos praguejavam contra o frio, e fiz a cama na varanda!


O ciúme é só vaidade.

-Deus tem mais de mil nomes:
dinheiro
ídolos
gurus
carro
cigarro
drogas
o Salvador
livros
desejos insatisfeitos
sexo neurótico
status
sonhos
muletas
casa
hobbies
cinema
TV
rádio
e a pergunta POR QUÊ?"